Video of Day

“Vamos Tirar o Planeta do Sufoco”
2011-08-31 Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) Leonardo Prado Dep. Bruna Furlan Plenário de comissão - 16Dep.Fed.Bruna Furlan empenha-se para aprovação de seus dois projetos voltados a preservação do meio-ambiente.
Os saquinhos descartáveis de supermercados estão com os dias contatos. No próximo dia 25, quarta-feira, toda a rede de supermercados do Estado de São Paulo troca o atendimento com saquinhos descartáveis por sacolas reutilizáveis. A medida aponta um grande passo no sentido da preservação ambiental. Trata-se da campanha “Vamos Tirar o Planeta do Sufoco”, uma proposta da APAS - Associação Paulista de Supermercados, em parceria com o governo do Estado de São Paulo e total apoio da deputada federal Bruna Furlan.
“É um avanço no campo da preservação ambiental. e sabemos os grandes prejuízos causados pelos descartáveis depositados na natureza, principalmente nos oceanos”, comenta a deputada.
Confirmando seu compromisso com a causa ambiental, Bruna Furlan tem dois Projetos de Lei tramitando no Congresso Nacional: um que determina piso permeável em estacionamentos descobertos e outro propondo que as garrafas PET sejam retornáveis.
Em Barueri, a prefeitura abraçou a causa, num amplo programa de divulgação. O lançamento da campanha foi realizado no dia 8 de dezembro, na Câmara Municipal, onde o prefeito Rubens Furlan assinou o termo de compromisso.
CONSEQUÊNCIAS
Os efeitos das embalagens descartáveis apontam prejuízos em todos os setores da fauna e flora. Nos oceanos, cerca de 80% do lixo é plástico, com desastres ambientais para o albatroz e a tartaruga-marinha, por exemplo. Além disso, um pedaço de plástico tem alta carga tóxica, comprometendo os peixes, as focas que comem peixe e o urso que come a foca.
A campanha propõe a adesão dos consumidores, trocando embalagens descartáveis por sacolas reutilizáveis. “Várias cidades já eliminaram as embalagens descartáveis nos supermercados”, comenta Rogério Miotto, presidente da APAS - Associação Paulista de Supermercados, “Jundiaí, por exemplo, é uma cidade modelo, sem embalagens descartáveis a desde 2010”, exemplifica.
“Todos os saquinhos descartáveis que foram produzidos no mundo até hoje estão no meio ambiente - nada foi decomposto”, observa o secretário de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri, Marco Antonio de Oliveira.
“Era preciso mesmo uma intervenção, no sentido de conter o uso de saquinhos descartáveis e as consequências ao meio ambiente”, avalia a deputada Bruna Furlan, cujo empenho no Congresso Nacional pode ser medido pelos 11 Projetos de Lei apresentados logo no primeiro ano de mandato. Destes, dois são voltados à preservação ambiental: o PL 953, que dispõe sobre o uso de material permeável em pisos de estacionamentos abertos, e o 1442, propondo garrafas PET retornáveis.
“Está de parabéns a prefeitura de Barueri pelo apoio à campanha e tenho certeza que podemos dar um basta nos impactos negativos do uso dos saquinhos descartáveis”, finaliza a deputada.

(Assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário